Azedo ou amargo: qual a diferença entre os dois sabores?

A língua humana é capaz de distinguir uma série de sabores, o que permite ao nosso corpo saborear diversos alimentos deliciosos e categorizá-los em classes. Apesar dessas divisões bem estabelecidas, é normal que uma pessoa se confunda entre produtos amargos e azedos. Afinal, qual a diferença entre esses dois sabores?

Por mais bobo que esse tema pareça, esse é um erro corriqueiro apesar de cada um deles possuir características bastante distintas. Enquanto os azedos costumam ter uma concentração maior de substâncias ácidas, como é o caso do limão, os alimentos amargos contêm os chamados compostos heterocíclicos nitrogenados, como a cafeína do café que produz a sensação de amargor.

Azedo

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Apesar das confusões, nosso sistema gustatório possui a capacidade para distinguir quatro sabores marcantes: doce, salgado, azedo e amargo. Como citado anteriormente, os ácidos são as substâncias que destacam o gosto azedo nos alimentos e normalmente estimulam a salivação.

O ácido mais comum na composição desses produtos é o cítrico, que aparece em laranjas, limões, abacaxis e outras frutas. Outra característica marcante nesse gênero de alimento é a sensação de encolhimento que se manifesta na lateral dos lábios e no interior das bochechas, por exemplo quando chupamos uma fruta muito azeda.

Além de ajudarem na digestão, circulação e eliminação de resíduos, as substâncias azedas também são ótimas para limpar os tecidos da pele e aumentar a capacidade do nosso organismo de absorver nutrientes. Outros ácidos presentes em alimentos azedos são estes:

  • Lático – iogurte e derivados
  • Fosfórico – Coca-Cola
  • Acético – vinagre
  • Málico – maçã, pera e outras frutas

Amargo

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Por outro lado, o amargo pode ser considerado o contraponto do doce. Enquanto o último é considerado sinônimo de vida, de energia e de deliciosidades, o amargo ficou marcado por representar perigo, já que está presente em basicamente tudo que é venenoso e gera baixa tolerância em seres humanos.

Justamente por essas características que o nosso organismo é 10 mil vezes mais sensível aos alimentos amargos do que os doces. A ingestão de comidas e bebidas amargas gera diversas reações no corpo humano, como fechamento da glote, salivação excessiva e contrações no estômago.

Inclusive, a salivação é um dos fatores dessa categoria de sabor também ser confundida com produtos mais ácidos e azedos. As categorias de alimentos amargos são:

  • Alcaloides – jiló, lúpulo, etc.
  • Secos ou queimados – grãos de café
  • Apodrecidos – dipirona sódica

Notícias do Amanhã

NoticiasDoAmanha.net